BlogLovin link

5 11 2015

Follow my blog with Bloglovin

Anúncios




Artigo escrito para a CemusaTec, newsletter da empresa Cemusa

17 07 2013

A minha visão sobre o digital, a comunicação tradicional, o ponto de venda

http://cemusatec.com.pt/a-visao-de-francisco-pereira/

 





ClickMeter

5 04 2013

Image blog cibertransistor

(artigo publicado no Blog Cibertransistor, onde colaboro regularmente)

Chamei a esta técnica ClickMeter, porque na prática não passa de um “audímetro” na forma de click. O que fiz foi durante uma semana andar com um aparelho rudimentar (contador) e sempre que tivesse sido impactado por uma mensagem publicitária (spot de tv ou rádio, imprensa, internet, outdoor, …) clicava e aumentava o contador.

Pela imagem podem ver que nem sempre os valores são regulares, mas também não é suposto serem, os valores mais baixo são inclusive durante o fim de semana, menor tempo de deslocação automóvel, menos contacto com a internet (no meu caso), e estamos também numa altura do ano não muito propícia a saídas e deslocações.

Fazendo uma média diária, cheguei á conclusão que terei sido impactado com qualquer coisa como 168 menções, é provável que há quem seja mais, há quem seja menos, no meu caso foram estas. Cheguei a pesquisar em sites e alguns artigos/estudos falavam em valores muito mais elevados e com muito mais exposições.

Fiz e confeso que fiz um esforço enorme para no final do dia lembrar-me de tudo ou quase tudo o que tinha visto, e cheguei á seguinte conclusão.

Lembrava-me das marcas ou campanhas que:

  • Teriam maior repetição e presença (seja na rádio, tv ou outdoor)
  • Aquelas que foram planeadas em multimeios (presença em mais que um meio)
  • Aquelas que me causaram maior impacto e atenção (grandes formatos de outdoor)
  • Aquelas que não consegui desviar a atenção (em cinema, sim consegui ir ao cinema, ou na internet)
  • E as verdadeiramente criativas pela imagem, claim, música, …

Tenho de referir que este estudo foi feito por mim, a amostra sou eu, o universo sou eu, mas as conclusões acho que são mais ou menos óbvias, é difícil as marcas sobreviverem e captarem a atenção dos consumidores o share of atention não é só na categoria, mas com tudo o que comunica e impacta o consumidor. Novas formas e maneiras de comunicar são necessárias (e elas existem não são é tão massivas)

Estará este modelo de compra de publicidade (Bought Media) ultrapassado? Acho que não. Precisamos de continuar a perceber o que as marcas nos querem dizer, os produtos que querem vender, e esta forma de comunicar cumpre um papel fundamental, o de contribuir para awareness da marca, o dar a conhecer a marca.

Na altura de ir ao supermercado, escolha de automóvel, operadora de telecomunicações, … virão á memória estas imagens e o que as marcas queriam transmitir.

Experimentem fazer este mesmo exercício, se não for com um contador destes e se tiverem um android ou iphone, basta pesquisar uma app que sirva de counter, que tem o mesmo efeito.

Experimentem e venham colocar aqui os vossos valores





Arte e Futebol, cromos dos Anos 80

5 04 2013

AImagemImagem

Acabei de adquirir uma verdadeira peça de museu, quem se lembra desta caderneta? Eu lembro como se fosse ontem. A Época 80/81 teria eu 10 anos. Coleccionei e adorei, as caricaturas eram fantásticas feitas pelo ilustrador Francisco Zambujal, que as fazia para o jornal a Bola. Esta equipa do Benfica era fantástica, neste ano foi campeã e bateu o FCP no final do Jamor. Lembro-me porque fui ver o jogo com o meu Pai. Por ter sido ele também jogador do Benfica e colega de Mário Wilson, tive o privilégio de ir ver a equipa na véspera ao Hotel Praia Mar em carcavelos onde estavam hospedados. É daqui que vem a minha paixão pelo Benfica são estas as minha memórias.





Ainda nos 40

29 12 2011

A poucos dias de completar os 41 anos ainda vou a tempo de falar nos 40. O tempo voa e este ano passou a correr. Tinha intenção de escrever este texto há mais tempo mas por uma ou outra razão fui adiando. Mais vale tarde que nunca.

Supostamente aos 40 chegámos a meio do percurso, não sei qual das melhores metades já vivi, daqui a 40 anos talvez o possa dizer. Mas sei o que passei, o que fiz e o que me aconteceu, umas coisas certas, outras menos boas, mas o que sou hoje é produto disso tudo.
O que gostaria que acontecesse nos próximos 40 anos, é disto que este texto fala.

O que desejo nos meus próximos 40 anos?
Ser feliz, ter os meus filhos, minha mulher ao pé de mim, os que me estão próximos felizes e com saúde, passar aos meus filhos os valores e ensinamentos que acho certos, ajudá-los em tudo o que possa, não perder os amigos que tenho, reforçar as novas amizades que entretanto ganhei e fiquem para a vida, ser mais arrumado e menos distraído, amar e ser amado, viajar mais e muito, descobrir um talento que acho que tenho escondido, por em prática uma moleskin cheio de ideias, escrever um livro, apreciar bom vinho e saber mais de vinhos de preferência em boas companhias, ser justo, praticar uns quantos desportos que gostaria de experimentar, ver o Benfica novamente campeão europeu, Portugal conquistar um Europeu ou Mundial, estar lúcido e sobretudo ter saúde muita saúde para presenciar isto tudo. Isto é o que desejo para mim e o que desejo para todos.





A minha mensagem de Natal

22 12 2011

A minha mensagem de Natal partilhada no facebook

20111222-141109.jpg





Infographic – The Value of E-mail marketing

28 09 2011

Abro no blog uma nova categoria dedicada aos Infographics, poderão ver os exemplos que vou compilando no menu em cima  — Infographics

Links originais:

http://emailcritic.com/2011/09/the-value-of-email-marketing/