YouTube TV … VideoClube …

10 09 2010

(artigo publicado no Blog Cibertransistor, onde colaboro regularmente)

Li duas notícias hoje sobre parcerias efectuadas entre youtube e entidades ligadas a produção, difusão de conteúdos.  

O primeiro nos EUA, com a Lionsgate, MGM e Sony Pictures, onde encontramos um catálogo com mais de 400 filmes, disponível em http://www.youtube.com/movies, o outro acordo foi feito no UK com a Blinkbox, este só de acesso aos Residentes do UK, ou então através de algum artifício de alteração de IP (imagino eu)http://www.youtube.com/user/blinkbox

Recentemente, um concerto dos U2 foi transmitido em directo num canal do youtube: http://www.youtube.com/user/u2official?blend=2&ob=4

O que me chama atenção destas notícia é a velocidade vertiginosa com que que estes acordos e soluções são apresentadas, colocando em questão que temos de ter tecnologia para podermos ter acesso a estes conteúdos, entenda-se pc, internet (banda larga) e agora as TV’s com acesso á internet, o que nos tempos de hoje em dia não é factor impeditivo. A lógica de 3 ecrãs (PC, Telemóvel, TV) veio facilitar este acesso, ou então quem sabe um 4º ecrã (apple stuff – ipad, ipod). 

Mas coloco a questão em cima da mesa (ecrã), será que os broadcasters de canais (Meo, Zon, …) serão num futuro essenciais na cadeia de distribuição dos conteúdos? Até que ponto num futuro próximo (presente) eu não estarei em casa sentado no sofá e em vez de sintonizar determinado canal, tenho a minha TV ligada á internet, sintonizando um canal youtube, página directa de um anunciante, ou produtora de conteúdos (HBO ou outra).Penso que esta solução possa estar mais perto do que imaginamos. Do ponto de vista de receitas publicitárias, o modelo também poderá ser adaptado, imaginemos que sou um fã incondicional da pesca, e tenho subscrito um canal web específico com esse conteúdo. É natural e desejável que receba publicidade de um anunciante de canas de pesca, ou fabricante de anzóis. Negócios de proximidade e Geolocalização (possível através de IP), começam a ser disponibilizados e explorados, a pizaria da esquina da minha rua poderá sponsorizar a transmissão de um jogo de futebol, e oferecer nesse dia uma promoção. 

Temos então uma comunicação one to one, será possível entregar conteúdo e publicidade numa lógica individual, contrariando a lógica de mass comunication, evitando desperdícios. 

Links das notícias em:
http://www.marketeer.pt/2010/08/27/mais-de-400-filmes-no-youtubecommovies/ http://www.nma.co.uk/3017569.article?cmpid=NMAE01&cmptype=newsletter

Bookmark and Share

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: