ClickMeter

5 04 2013

Image blog cibertransistor

(artigo publicado no Blog Cibertransistor, onde colaboro regularmente)

Chamei a esta técnica ClickMeter, porque na prática não passa de um “audímetro” na forma de click. O que fiz foi durante uma semana andar com um aparelho rudimentar (contador) e sempre que tivesse sido impactado por uma mensagem publicitária (spot de tv ou rádio, imprensa, internet, outdoor, …) clicava e aumentava o contador.

Pela imagem podem ver que nem sempre os valores são regulares, mas também não é suposto serem, os valores mais baixo são inclusive durante o fim de semana, menor tempo de deslocação automóvel, menos contacto com a internet (no meu caso), e estamos também numa altura do ano não muito propícia a saídas e deslocações.

Fazendo uma média diária, cheguei á conclusão que terei sido impactado com qualquer coisa como 168 menções, é provável que há quem seja mais, há quem seja menos, no meu caso foram estas. Cheguei a pesquisar em sites e alguns artigos/estudos falavam em valores muito mais elevados e com muito mais exposições.

Fiz e confeso que fiz um esforço enorme para no final do dia lembrar-me de tudo ou quase tudo o que tinha visto, e cheguei á seguinte conclusão.

Lembrava-me das marcas ou campanhas que:

  • Teriam maior repetição e presença (seja na rádio, tv ou outdoor)
  • Aquelas que foram planeadas em multimeios (presença em mais que um meio)
  • Aquelas que me causaram maior impacto e atenção (grandes formatos de outdoor)
  • Aquelas que não consegui desviar a atenção (em cinema, sim consegui ir ao cinema, ou na internet)
  • E as verdadeiramente criativas pela imagem, claim, música, …

Tenho de referir que este estudo foi feito por mim, a amostra sou eu, o universo sou eu, mas as conclusões acho que são mais ou menos óbvias, é difícil as marcas sobreviverem e captarem a atenção dos consumidores o share of atention não é só na categoria, mas com tudo o que comunica e impacta o consumidor. Novas formas e maneiras de comunicar são necessárias (e elas existem não são é tão massivas)

Estará este modelo de compra de publicidade (Bought Media) ultrapassado? Acho que não. Precisamos de continuar a perceber o que as marcas nos querem dizer, os produtos que querem vender, e esta forma de comunicar cumpre um papel fundamental, o de contribuir para awareness da marca, o dar a conhecer a marca.

Na altura de ir ao supermercado, escolha de automóvel, operadora de telecomunicações, … virão á memória estas imagens e o que as marcas queriam transmitir.

Experimentem fazer este mesmo exercício, se não for com um contador destes e se tiverem um android ou iphone, basta pesquisar uma app que sirva de counter, que tem o mesmo efeito.

Experimentem e venham colocar aqui os vossos valores

Anúncios